Imigrante empreendedor

VISTO PARA IMIGRANTE EMPREENDEDOR E START UP

Aplica-se ao requerente do visto para imigrante empreendedor, incluindo os vistos Start Up

 

A partir do dia 01/10/2018 entra em vigor o Decreto Regulamentar nº9/2018 destinado a regulamentar a Lei nº102/2017, que procedeu à quinta alteração da Lei nº 23/2007, relativa ao regime jurídico de entrada, permanência, saída e afastamento de estrangeiros do território nacional (Lei de Estrangeiros).

Com o novo diploma, os empresários estão dispensados, num primeiro momento, das entrevistas presenciais. Em caso de dúvida na análise dos documentos, este Consulado-Geral poderá contactar qualquer requerente para prestar esclarecimentos, se assim, julgar necessário.

  • Foi alterado o procedimento para pagamento dos emolumentos dos requerentes de visto para imigrante empreendedor e Start Up. Leia atentamente as instruções abaixo.

Se já constituiu a empresa em Portugal e pretende requerer o visto D2 (imigrante empreendedor), deverá realizar o pagamento dos emolumentos conforme tabela abaixo.

  • Clique aqui para consultar a tabela de emolumentos através do boleto bancário.
  • Para a realizar a emissão do boleto bancário e efectuar o respectivo pagamento, é necessário se cadastrar nos Serviços ONLINE, com o CPF do beneficiário do serviço. Clique aqui para se cadastrar e gerar o boleto bancário.

Clique aqui para consultar os documentos necessários, bem como obter orientações para o envio dos documentos pelos correios.